Partilhar

Tarifas e ciclos horários

O que é a tarifa bi-horária? Existem vantagens em aderir a este tipo de tarifa? Como escolher a opção certa? Como maximizar as poupanças com este tipo de tarifa?

A escolha da opção tarifária correta e a alteração de pequenos hábitos de utilização da energia poderão representar poupanças significativas na sua fatura de eletricidade.

Quais os tipos de tarifa disponíveis para o consumidor?

Atualmente o consumidor residencial tem acesso a três tipos de tarifas:

  1. Na tarifa simples, o consumidor paga a energia elétrica ao mesmo preço para todas as horas do dia.
  2. Na tarifa bi-horária, o consumidor paga a energia elétrica com dois preços distintos, existindo, para dois períodos horários de consumo correspondentes: o período das horas de Vazio, no qual a energia tem um custo mais reduzido; e o período das horas de Fora de Vazio, no qual a energia tem um custo mais elevado.
  3. tarifa tri-horária é semelhante à tarifa bi-horária, mas apresenta três períodos horários de consumo com preços distintos: o período das horas de Vazio, no qual a energia tem um custo mais reduzido, o período das horas Cheias, no qual a energia tem um custo intermédio e o período das horas de Ponta, no qual a energia tem um custo mais elevado.

O que são e como se desagregam os períodos horários?

Os períodos horários de entrega de energia elétrica a clientes finais estão previstos nos Artigos 24.º e 31.º do Regulamento Tarifário do Setor Elétrico, da ERSE, e diferenciam-se em dois ciclos: o ciclo semanal e ciclo diário.

No ciclo semanal existe a distinção entre dias úteis e sábado e domingos. Por outro lado, no ciclo diário os períodos horários são iguais para todos os dias do ano.

Ciclo diário aplicável a Baixa Tensão Normal (BTN) e Baixa Tensão Especial (BTE) em Portugal Continental.

Hora legal de Inverno

Segunda-feira a domingo

Ponta09h00 às 10h30
18h00 às 20h30
Cheias08h00 às 09h00
10h30 às 18h00
20h30 às 22h00
Vazio normal00h00 às 02h00
06h00 às 08h00
22h00 às 00h00
Super vazio02h00 às 06h00

Hora legal de Verão

Segunda-feira a domingo

Ponta10h30 às 13h00
19h30 às 21h00
Cheias08h00 às 10h30
13h00 às 19h30
21h00 às 22h00
Vazio normal00h00 às 02h00
06h00 às 08h00
22h00 às 00h00
Super vazio02h00 às 06h00

Ciclo semanal aplicável a BTE e BTN em Portugal Continental.

Hora legal de Inverno

Segunda-feira a sexta-feira

Ponta09h30 às 12h00
18h30 às 21h00
Cheias07h00 às 09h30
12h00 às 18h30
21h00 às 24h00
Vazio normal00h00 às 02h00
06h00 às 07h00
Super vazio02h00 às 06h00

Sábado

Cheias09h30 às 13h00
18h30 às 22h00
Vazio normal00h00 às 02h00
06h00 às 09h30
13h00 às 18h30
22h00 às 24h00
Super vazio02h00 às 06h00

Domingo

Vazio normal00h00 às 02h00
06h00 às 24h00
Super vazio02h00 às 06h00

Hora legal de Verão

Segunda-feira a sexta-feira

Ponta09h15 às 12h15
Cheias07h00 às 09h15
12h15 às 24h00
Vazio normal00h00 às 02h00
06h00 às 07h00
Super vazio02h00 às 06h00

 

Sábado

Cheias09h00 às 14h00
20h00 às 22h00
Vazio normal00h00 às 02h00
06h00 às 09h00
14h00 às 20h00
22h00 às 24h00
Super vazio02h00 às 06h00

Domingo

Vazio normal00h00 às 02h00
06h00 às 24h00
Super vazio02h00 às 06h00

Os períodos horários em Portugal Continental são determinados tendo em consideração a evolução do diagrama de carga do país ao longo do ano.

Os custos associados a cada período horário estão relacionados com a procura de energia elétrica no mercado nacional. Assim, o período de Vazio corresponde aos horários em que a procura de energia elétrica é reduzida, o período de Cheias corresponde a horários em que existe uma procura intermédia de energia elétrica, e o período de Ponta, corresponde a horários em que existe uma procura mais elevada de energia elétrica.

O período de Fora de Vazio corresponde a uma agregação dos períodos Cheias e de Ponta. Nas tarifas bi-horária e tri-horária, o período de Vazio agrega os períodos horários de Vazio normal e Super vazio.

Quais as diferenças entre os dois ciclos?

O ciclo diário e o ciclo semanal diferem entre si tanto no modo como os períodos horários são desagregados numa base semanal, como na sua duração.

Ciclo diário

70 horas de Vazio por semana

Distribuídas da mesma forma para os sete dias, incluindo 7h por dia no período noturno.

Ciclo semanal

76 horas de Vazio por semana

Durante a semana, o horário nocturno apresenta um período de vazio mais reduzido, de modo a que a maioria das horas de vazio ocorram durante o fim de semana, ou seja, sábado à tarde e durante todo o dia de domingo.

O consumidor deverá analisar os seus hábitos de consumo de energia elétrica e perceber se deverá optar pelo ciclo diário ou pelo ciclo semanal.

Por exemplo:

Caso 1

João tem um horário de trabalho das 9h às 18h e gosta de passear a família ao fim de semana, optando por tratar das tarefas domésticas durante a semana ao final do dia (fim de tarde e após o jantar).

João deveria optar pela tarifa bi-horária com ciclo diário, pois compensar-lhe-ía dispor de energia a preços mais reduzidos num maior horário no período noturno.

Caso 2

Andreia é mãe de uma família numerosa, em sua casa todos os equipamentos são elétricos e contratou uma empresa que lhes trata das tarefas domésticas.

Essa empresa opera das 9h00 às 18h00 e, assim, a casa tem consumos energéticos associados às tarefas domésticas ao longo de todo o dia.

Andreia deveria optar pela tarifa simples pois os seus consumos energéticos ocorrem essencialmente ao longo do dia.

Caso 3

Paula mora sozinha, como tem um horário de trabalho muito exigente e durante a semana tem pouco tempo, decidiu só tratar das tarefas domésticas ao fim de semana.

Paula deveria optar pela tarifa bi-horária em ciclo semanal, pois durante o dia está fora de casa e compensar-lhe-ía dispor de energia a preços mais reduzidos ao fim de semana.

Como maximizar a poupança?

Ao comparar o preço unitário da potência contratada para os tarifários existentes no mercado, verifica-se que existem abordagens distintas: comercializadores que praticam o mesmo preço unitário e comercializadores que apresentam um preço superior para a potência contratada. O elemento comum em ambos os casos é o facto da energia comprada em Fora Vazio ser cobrada a um preço superior ao preço da energia na tarifa simples e o facto da energia em Vazio ser cobrada a um preço inferior ao preço da energia na tarifa simples. É nestes dois diferenciais que reside o potêncial de poupança com os custos da energia.

A escolha da tarifa adequada para a sua casa está relacionada com o tipo de equipamentos que utiliza e com os hábitos de utilização dos mesmos.