Partilhar

Ventilação Natural

A ventilação é da maior importância para assegurar uma adequada qualidade do ar interior, uma vez que permite renovar o ar de uma habitação, minimizando assim problemas de saúde relacionados com humidades e bolores, patologias que normalmente aparecem nas habitações com fraca ventilação. 

A grande maioria dos edifícios portugueses possui ventilação natural, ou seja, promove a ventilação no interior dos espaços sem recurso a equipamentos mecânicos, o que por um lado permite reduzir os custos associados a este parâmetro, mas por outro torna difícil assegurar um valor de renovação do ar adequado. 

Como funciona a ventilação numa habitação?

A ventilação pode ser natural, mecânica ou mista, dependendo do tipo de equipamentos que a promovem.  

  • No caso da ventilação natural, ela ocorre pelas aberturas na envolvente, janelas e/ou outros orifícios para o efeito, sendo que a extração do ar ocorre pelas chaminés; 
  • No caso da ventilação mecânica, existem extratores que funcionam 24 horas por dia para assegurar a insuflação e extração do ar, variando a capacidade de extração de ar que estas instalações possuem ao longo do dia, por exemplo, nas horas de ponta existe maior capacidade de extração para fazer face aos banhos e refeições, sendo necessário insuflar e extrair uma quantidade de ar maior. 
  • A ventilação mista ocorre quando existe ventilação natural e mecânica, ou seja, o ar novo entra pelas aberturas na envolvente e é extraído por meio de exaustores e extratores na casa de banho. 

A ventilação mecânica assegura um melhor controlo sobre as condições de renovação do ar, no entanto, existem custos associados ao funcionamento dos equipamentos que devem ser avaliados numa análise custo-benefício da solução.

Consumo de energia na ventilação

A ventilação é responsável por aproximadamente 50% das perdas de energia numa habitação. Quanto maior a quantidade de ar renovada por hora, maior será o consumo de energia.

Reduzir a ventilação natural

Em casas com janelas de correr ou degradadas, ocorrem infiltrações de ar acima do desejável. Pode reduzir a renovação do ar interior (para valores entre 0,4 e 0,6 Rph), substituindo ou reparando as janelas existentes.

Poupança

Reduzindo as renovações de ar por hora para valores entre 0,4 e 0,6 Rph, é possível reduzir o consumo de energia com a climatização em 25%.

Dicas importantes
  1. Na ventilação natural são importantes as entradas e saídas de ar para que este possa circular. As janelas devem possuir aberturas adequadas e as saídas de ar nas casas de banho devem estar desobstruídas; 
  2. As portas de divisões entre as quais escoe ar (ex. cozinhas, instalações sanitárias) devem possuir grelhas ou folgas junto do pavimento (cerca de 1 cm nas portas de quartos e instalações sanitárias e 2 cm na porta da cozinha); 
  3. Não sendo possível instalar ventilação mecânica em todas as casas, é necessário avaliar as entradas e saídas de ar e efetuar-se um estudo específico para o efeito. A introdução de ventiladores mecânicos deve ser realizada por profissionais experientes; 
  4. A ventilação assegura também o bom funcionamento de aparelhos de queima (lareiras, recuperadores de calor, etc); 
  5. As infiltrações de ar pelas frinchas devem ser reduzidas. Com o decorrer do tempo, alguns dos equipamentos e materiais de construção da nossa habitação começam a deteriorar-se e a apresentar folgas. As janelas portas e estores são disso exemplo. Estas situações podem resolver-se com barras de isolamento ou fitas de calafetagem;
  6. Se a sua casa tiver certificado energético avalie as soluções propostas pelo perito qualificado.