Partilhar

Isolamentos Térmicos

O isolamento térmico é um parâmetro importante de eficiência energética de uma habitação. Para além de proporcionar aos utilizadores uma maior sensação de conforto, a sua aplicação representa uma barreira que permite reduzir as perdas e ganhos de calor.

 

Como isolar a sua casa termicamente?

Atualmente, existem requisitos mínimos exigidos na construção de casas novas ou reabilitações, valores esses que têm sido revistos desde 1990, ano em que foi publicado o primeiro regulamento relacionado com a térmica dos edifícios.

Os valores aplicáveis dependem da região do país e, consequentemente, da zona climática da sua casa. Ao garantir um bom isolamento térmico da sua casa, está a aumentar a inércia térmica da mesma, ou seja, a garantir uma melhor resposta térmica do edifício aos picos de temperatura, permitindo conservar temperatura interior e melhorando o conforto térmico.

O isolamento térmico pode ser aplicado em paredes, pavimentos, coberturas e até na canalização, para tal deverá recorrer aos serviços de um engenheiro civil, arquiteto ou perito qualificado independente, para que possa ser aconselhado sobre as melhores soluções a implementar na sua casa.

Moradia sem isolamento

Se a data de construção da sua casa é anterior a 1990, provavelmente não tem isolamento térmico.

Aplicação de isolamento

A aplicação de isolamento pode ser realizada nas paredes, pavimentos e coberturas, existindo diversas soluções no mercado.

Poupança

Com a aplicação de isolamento térmico nas fachadas e coberturas é possível reduzir em 50% as perdas térmicas, melhorando o conforto térmico.

Outras dicas
  1. Se a sua casa sofre grandes oscilações de temperatura (muito quente no verão e muito fria no inverno) deverá inspecionar o isolamento da cobertura;
  2. A existência de focos de humidade, fungos e bolores poderá indicar de falta de isolamento;
  3. Caso pretenda isolar a sua casa, avalie orçamentos de empresas diferentes e confirme se as empresas possuem alvará ou título de registo devidamente avaliado pelo IMPIC;
  4. As obras devem apresentar um período de garantia de pelo menos 5 anos, pelo que, se possível, passado este período deve solicitar à empresa que efetuou a obra uma vistoria;
  5. Assegure-se de que os materiais aplicados são os acordados no orçamento;
  6. Verifique se as zonas dos pilares e vigas foram isoladas, pois são termicamente mais suscetíveis de terem problemas.
Mais informação:

De acordo com os dados do Sistema de Certificação Energética dos Edifícios, uma habitação T3 com 136 m2 de área útil, apresenta perdas de calor típicas:

  • De 19% através das janelas;
  • De 26% através da ventilação;
  • De 32% através da cobertura;
  • E de 23% através das paredes e portas.

A aplicação de isolamento térmico contribui para a melhoria do conforto térmico, para a minimização de patologias e melhoria da salubridade no interior da casa, para a redução do valor da fatura de energia e para um maior isolamento acústico.